Mantenha-se atualizado

Nosso blog

21/03/2019

Vamos repensar o que é economia!

Economia não é cuidar só de dinheiro, não é falar de desemprego, câmbio, dólar ou taxas de juros.

Economia é a tomada de decisão.

Porque tomamos certas decisões e não outras?

Economia é a capacidade de tomar decisões em momentos de escassez .
Não precisamos de um bom economista quando tudo vai bem e temos abundância de algo.

O verdadeiro sentido de economia é quando os recursos estão escorrendo as mãos.

Os recursos que a economia faz gestão, não é apenas dinheiro .
Pode ser qualquer coisa, tempo, pessoas, saúde, qualidade de vida.

Quando você tem um problema, uma demanda, uma situação.
Você pode criar modelos económicos, ou mecanismos de avaliação daquele problema.

Observando os resultados gerados com aquele modelo, você então pode supor o futuro de determinado movimento usando estas ferramentas pré concebidas.
Economia então pode ser considerada um modelo matemático, algo que me auxilia a tomar decisões após seguir parâmetros pré determinados.

Nesta nova realidade que nos é apresentada todos os dias, com surgimento de novas empresas, novas abordagens, onde começamos a falar em experiências e não em produtos.

Precisamos avaliar as coisas como economistas psicológicos e não apenas como economistas matemáticos.

Como faço isso? 

Perceba que muitos produtos os quais consumimos, consumimos porque são culturalmente consumidos daquela forma.

Você tem um programa interno que chamamos de cultura enraizado em você, você acha que é seu desejo aquele determinado produto ou serviço. Mas se for a fundo vai perceber que está apenas sendo um setor fiel do seu programa mental.

As novas empresas que estão mudando nossa forma de vida, como Uber, Airbnb, Waze, Nubank entre outras na verdade nos prestam o mesmo serviço já prestado anteriormente porém com melhor eficiência, melhor experiência e menor custo.

Assim elas fazem o papel de economista para nós, já trazendo a nova cultura pronta para o consumo.

Mas será que não podemos ser economistas da própria vida?

Questionando todos os modelos que seguimos e fazendo uma melhor gestão de nosso tempo e dinheiro, gerando então uma melhor qualidade de vida com o mesmo recurso disponível.

Existem infinitos "porquês" a serem questionados, mas vamos elucidar apenas três para você continuar o exercício posteriormente sem muletas.

Vale a pena comprar o celular último modelo? O modelo anterior que era o melhor do mundo ano passado já é vendido por 40% do preço do seu sucessor, que tem modificações imperceptíveis para o uso diário? Apenas observe, é uma pergunta, não uma afirmação!

Vale a pena comprar uma bolsa de um marca de luxo que tem como objetivo transportar coisas em seu interior a preço de um carro popular? Partimos então da ideia que a bolsa neste caso não é apenas para transportar objetos mas sim um acessório feminino que determina status, mas mesmo que você esteja “nadando” no dinheiro qual o sentido desta compra? Mesmo que o produto tenha uma qualidade superior, ele justifica o preço cobrado ou você realmente paga mais caro para poder dizer que pagou mais caro, que desperdiçou o dinheiro?

Geralmente em restaurantes caros temos o paradoxo da lagosta, o profissional que monta o cardápio, cria alguns pratos que vendem muito pouco apenas para criar um conforto psicológico na sua tomada de decisão. Um exemplo disso é a estratégia de colocar um prato muito caro para que no momento que você escolher um prato intermediário, mesmo que o preço seja muito elevado para um refeição, esta escolha traz uma mensagem de prazer ao seu cérebro, parecendo ser uma escolha acertada por não escolher o prato mais caro e assim desperdiçar seu dinheiro.

Com estes três exemplos conseguimos perceber que nossas decisões econômicas são na maioria das vezes emocionais, sendo assim questionar a cultura e suas crenças sobre valores pode ser o melhor exercício econômico a se fazer.

O mundo está passando por mudanças rápidas em todos os sentidos e percebemos que muitas crenças caminham na mesma direção, sendo reavaliadas. As pessoas nos dias de hoje se questionam e tem facilidade de acesso às relações e informações a cerca do mundo. Podemos hoje dizer que estamos mudando a forma de viver economicamente nossas vidas.

Equipe investweb

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO


Mantenha-se atualizado

Veja também

Categorias